01/10/2010

SEITAS EVANGÉLICAS?


Como definir igrejas evangélicas que abandonaram doutrinas fundamentais da fé cristã, e são consideradas por alguns pesquisadores apologéticos como seitas? Procurar encontrar uma terminologia para definir seitas pseudocristãs, como por exemplo, os Adventistas do Sétimo Dia, é algo bem trabalhoso. Embora tenha lido inúmeros livros apologéticos e variados artigos sobre seitas, nunca encontrei uma terminologia adequada para definir estes grupos religiosos. Estudando o assunto constatei - através de fatos - que alguns grupos ditos cristãos, não poderiam ser de fato incluídos como igrejas cristãs verdadeiras. Foi então que cunhei a terminologia: seitas salvíficas.

Primeiramente teríamos a difícil tarefa de definir a palavra seita, que segundo alguns estudiosos, seria – “Um Grupo de Seguidores de um líder humano”. Se entendermos seitas por esta definição, então teríamos grupos ditos evangélicos que também seriam seitas, a exemplo dos Adventistas do Sétimo Dia, Congregação Cristã no Brasil, Igreja Apostólica Renascer, Igreja Internacional da Graça, Igreja Universal do Reino de Deus. A menos que não queiramos admitir, é inevitável afirmarmos que os ensinos destes grupos se restringem a uns poucos pontos realmente bíblicos do evangelho do Senhor Jesus Cristo ao passo que, seus ensinos particulares são priorizados.

Devemos ter em mente que uma seita não salva, assim como nenhuma igreja verdadeira de fato salva, somente Jesus Cristo é quem salva uma pessoa ( Jo 3.16). Mas se uma seita não salva, e uma pessoa sincera que esteja buscando a Deus, procura uma religião falsa, onde o Cristo verdadeiro não é apresentado, ela não chegará ao verdadeiro conhecimento de Deus. Então como uma pessoa pode estar pertencendo a uma seita e ser salva ao mesmo tempo? Devemos entender neste contexto que o Senhor Jesus observa os corações que verdadeiramente estão desejosos pela salvação na sua Pessoa. A história da Igreja, nos fornece informações que em alguns mosteiros remotos da Idade Média havia alguns monges isoladamente que através de seus escritos nos mostram que desfrutavam de uma comunhão verdadeira com o Senhor Jesus Cristo. Temos que admitir que nunca houve de fato uma apostasia total da Igreja do Senhor, mas sim, uma apostasia parcial, o que não é questionado por nenhum pesquisador sério. Então seria muita prepotência de nossa parte admitir que “todos” os monges que passaram por este planeta não alcançaram a salvação em Cristo.

Algo bem diferente é admitirmos que existe salvação no catolicismo romano atual, onde a apostasia é latente em todos os seus círculos . Certamente na Idade Média ou mesmo antes deste período a salvação em Cristo estava acontecendo em todo o mundo, pois sabemos que a Igreja verdadeira jamais foi destruída pelas forças do mal ( Mt 16.18). Sabemos que a salvação nunca foi encontrada nas mesquitas muçulmanas, nem nas religiões orientais ou tribais, ou mesmo no budismo, mas em Cristo a salvação sempre foi oferecia a todos (I Tm 2.4,5). Acreditamos que as pessoas que dispusessem de uma Bíblia, a salvação lhe era mais acessível, pois é pelo conhecimento das Escrituras que se deslumbra a salvação em Cristo. No caso do seguidores do Catolicismo Romano as probabilidades de obter este conhecimento das Escrituras era bem mais acessível. O que se torna impossível ter acesso ao Deus verdadeiro em outras religiões que não dispunham da Palavra de Deus aos seus seguidores.

Se tratando de movimentos neopentecostais, devemos observar que tais organizações religiosas geram diversas ambigüidades e muita frustração por meio de suas doutrinas, em inúmeros de seus seguidores, o que é bem explicado no recente livro do Dr. Paulo Romeiro – “Decepcionados com a graça” da conceituada Ed. Mundo cristão. Alguém pode concluir então - ao ler este artigo - que o comentarista estaria afirmando que “todo o mundo neopentecostal” consiste numa aglutinação sectária. Entretanto, devemos entender que o neopentecostalismo trouxe ao mundo cristão mais ensinos perniciosos do que esclarecedores, ou seja, pouco se dedicaram à transmissão do evangelho verdadeiro. As pessoas que procuram uma igreja neopentecostal, pensando se tratar de uma igreja pentecostal, muitas das vezes está “levando gato por lebre”. Inicialmente, ele julgará que aquele “prato que é lhe servido”, trata-se do genuíno evangelho de Cristo e, com o decorrer dos anos, terá - na maioria das vezes - uma grande decepção. Inúmeros artigos disseminados pela rede mundial já não vêem o movimento neopentecostal com seriedade e, na vida prática, estes “ministros” continuam, dia após dia, enchendo seus cofres profanos, com as moedas de um povo sincero.

Acredito sinceramente que as igrejas mencionadas acima sejam seitas; não merecem o devido crédito teológico, ou mesmo de uma pessoa que, piedosamente, deseja servir a Jesus Cristo. Não questiono a legitimidade da fé de nosso povo, mas o faço em relação aos seus líderes. Com a finalidade de qualificar estes segmentos evangélicos, criei a terminologia, “seitas salvíficas”. E, embora defenda veementemente este ponto de vista, sinto-me compelido a admitir que, afinal, o profundo amor de Deus alcançará grande parte daqueles que freqüentam estas instituições religiosas, pois Deus jamais rejeitará um penitente ( Jo 5.24). Todavia, os já referidos líderes, responderão pelos seus ensinos obtusos, dúbios e fraudulentos que mais produzem divisões do que edificação ( 2 Pd. 2.1-3).

Dentre as igrejas supramencionadas, a única que não deve ser arrolada como parte do movimento neopentecostal é a Congregação Cristã no Brasil - primeira igreja pentecostal formada em solo nacional em 1910, fundada por Louis Francescon.

Esta igreja, em minha opinião, pode ser classificada uma seita salvífica, pois tenho certeza de que existam pessoas salvas por Cristo no seio desta comunidade. Contudo, seu exclusivismo militante; seus ensinos flagrantemente anti-Bíblicos; a defesa obsessiva dos costumes que cegamente praticam como se fossem indispensáveis à salvação; a relutância em praticar o evangelismo público, bem como, sua jactância diante das demais igrejas cristãs no Brasil, figura como algo absolutamente inaceitável para qualquer pessoa que transmite e pratica o verdadeiro evangelho.

Existem pelo menos cinco motivos pelos quais considero estas igrejas seitas:
1- Os membros destes movimentos não são conhecidos em grande parte pelos seus lideres, ou seja estes ministros não conhecem o seu rebanho, algo inconciliável para um ministério pastoral.
2- Eruditos mundialmente respeitados como o Dr. Norman Geisler consideram o movimento palavra da fé como seitas, o que compartilho devido minha visita aos EUA, onde permaneci por meses, conhecendo de perto o movimento da fé. O movimento da fé são as igrejas carismáticas da América que compartilham com a teologia do movimento da fé.
3- Assim como o deus do movimento da fé é um deus falso, o deus do neopentecostalismo brasileiro também o é. É um deus bem diferente do Deus Bíblico apresentado pelas Escrituras. No livro “Templo, teatro e mercado, p. 369,374”, Leonildo S. Campos apresenta o deus do neopentecostalismo:
“ O Deus que emerge das afirmações iurdianas é uma divindade escrava de suas promessas, dentro de uma lógica implacável, assim argumenta o pastor: Deus promete saúde e prosperidade, exige que o fiel faça a sua parte, contribuindo para a “casa de Deus”. Cumpridas todas as exigências, com muita fé e nenhuma dúvida, o milagre só tem que acontecer. Basta exigir de Deus a realização de tais desejos. Mas e se não der certo? Ainda dentro dessa lógica, a culpa é do fiel, que deve ter tido falta de fé em algum momento do processo. Aos olhos de uma população empobrecida, crédula, em busca de soluções de menor esforço, carente de auto-estima e otimismo, a cura divina se paresenta como um meio atraente e irresistível, principalmente aos que se sentem sem luz dentro de um enorme túnel. É claro que nem todas as expectativas de cura são atendidas”.
4- Os adeptos do movimento neopentecostal em grande parte apresentam um diagnostico igual ao dos sectaristas, com síndrome de perseguição, relutância em raciocinar biblicamente e não aceitam serem refutados.
5- O movimento neopentecostal sempre está inovando seus cultos com os mais absurdos atrativos para uma igreja cristã, contanto que a Igreja Cristã verdadeira não precisa de nenhuma inovação pois é o evangelho que transforma o individuo em nova criatura, não necessitando de atrativos mundanos para atrair os pecadores à Cristo.


Acredito que as opiniões ventiladas através deste artigo, não sejam exatamente, consensuais. Não obstante, também creio se trata de uma maneira mais clara de entendermos o cristianismo pós-moderno. A confusão criada por estes grupos nos coage a agir com maior precisão, quando nos referimos a eles. Quero recomendar àqueles que desejam ser verdadeiros discípulos de Jesus, que procurem uma igreja evangélica comprovadamente bíblica, onde as autênticas doutrinas cristãs sejam continuamente enfatizadas e cristãos genuinamente transformados por Jesus Cristo, congreguem, sem legalismo, nem exclusivismo. Somente a Palavra de Deus trará o refrigério que as pessoas estão buscando para suas vidas ( Mt 11.28,29).

Marcos Lopez - Presidente da Sociedade dos Pensadores Cristãos

sociedadepensadores@hotmail.com

E mail: Copyright – 2005
All Rights reserved

Agosto de 2005
São Paulo - Brasil

14 comentários:

Meu comentário é este: "A Palavra de Deus ou é absoluta ou é obsoleta"

E Agostinho disse:
"Nossa fé é alimentada pelo que está claro nas Escrituras e testada pelo que é obscuro."

Artigo esclarecedor.

Fique na paz

Wagner.

gostaria de postar um comentario sobre religioes que pra mim è uma seita sâo as testemunhas de jeova pois nasci nessa religiâo vi meu pai e minha mâe se dedicarem a eles intregalmente equanto nâo presizaram deles pois na hora que minha mâe ficou doente eles viraram as costas pra ela meu pai era um anciâo um cargo dentro da igreja da mais dinheiro do que os outros bom meu pai teve uma depressâo quando minha mâe morreu foi o que bastou pra eles virarem as costas pra ele hoje ele ta num asilo sem dinheiro quase louco pelas coisas que eles enfiam na cabeça deles por isso eu afirmo que muitas religiôes sâo seitas vai demorar muito pra mim acreditar em alguma religiâo
,

De acordo com que vc colocou, facilmente poderia incluir as Assembléia de Deus como mais uma seita salvifica!

Sou Cristão, no sentido "servo de Jesus", da palavra. Não tenho religião, mas aprendi e aprendo muita coisa com meus irmãos cristãos - religiosos; Recentemente tive o prazer de ler "Um Olhar que Cura", do Pe Paulo Ricardo, livro extraído de seu brilhante curso "Doenças Espirituais"; Amo Confissões de Agostinho, Acho as Teresas ( D'ávila e a francesa) amaram e tiveram uma comunhão com Jesus que poucos nesse mundo conseguiram.Aprendi muita coisa com católicos ortodoxos. E é claro que também tive boa influência de evangélicos. Enfim, escrevo essas coisas só para dizer o seguinte: Deixe que Deus julguem os católicos romanos e se preocupem mais com suas próprias almas; Acho tão ridículo ver evangélicos "julgando" a igreja católica - sistema religioso do qual o protestantismo saiu; Eu escolhi para minha vida a simplicidade do Evangelho, Jesus e não bandos, religiões; Recomendo o mesmo a todos. Não sou pró catolicismo romano, mas o desdém com que os evangélicos se referem a eles é anti - cristão e na maioria das vezes não passa de ignorância. Eu me livrei do catolicismo romano por Cristo e estudando, e estudando o próprio catolicismo romano, sob a ótica do catolicismo romano ( inclusive); É isso aí: mais estudo, mais humildade, menos julgamentos clichês; Santa Maria não é um demônio, que os senhores - e eu também - possamos conhecê-la no céu. Por Cristo, é claro, a Paz a todos.

É incrível como são as coisas. Evangélicos falam mal de católicos por que são adoradores de santos que não existem. Católicos condenam pastores por serem mercenários.
ACORDEM POVO!!!
Estamos vivendo dias difíceis na Terra e vocês católicos e evangélicos deveriam saber que DEUS não é de confusão, mas sim de paz.
Vocês condenam-se, enquanto os maçons da Igreja Batista, Igreja Adventista, Igreja Católica, Assembleia de Zeus estão ficando cada ano mais poderosos na Terra.
ACORDEM POVO!!!
Vocês religiosos são iludidos e não sabem do oculto.
OU É DEUS SOL/NOSSA SENHORA APARECIDA(demos) OU É JESUS CRISTO filho do Deus altíssimo de Abraão, Isaque e Jacó.

SÓ HÁ SALVAÇÃO NO SENHOR JESUS CRISTO E DEUS CRIADOR.

Agora só não entendo por que perseguirem a Congregação Cristã no Brasil? Falam, falam pela sabedoria e condenação humanas mas os que a jugam haja na espiritualidade e oram ao Senhor para buscar resposta divina!

DEUS É AMOR E NÃO CONFUSÃO!!!

Seitas cristãs estão TODAS aparecendo na TV, ou nos carros de sons, ou tem seus jornais. E a Congregação Cristã no Brasil? Já a viram na TV? No rádio? Irmãos na política? Recebendo dízimos? Adorando Imagens e senhores? Sua resposta é NÃO! Não estou dizendo que só ela salva(Só Jesus). Ponho a minha mão no Fogo para dizer que ela não é seita, como foi dito neste site!

Assim como Deus fez uma jumenta falar com Pedro, o Inimigo usa burros pra falar com o povo!

Eu sei que muitos não vão gostar do que escrevi, porém poucos vão concordar comigo!

Que Deus abençoe a todos que nele creem!

O que a Cristã no Brasil e então? seitas são aquelas que não cumpre com os seus deveres cristãos, ou seja a sua doutrina não regida pelos padrões bíblicos. Costumes e doutrinas que contradizem os termos bíblicos não podem ser chamadas de Igrejas e sim de seitas.
II JOÃO 1,
10 Se alguém vem ter convosco, e não traz este ensino, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis.

A Paz de Deus irmão Luis Gustavo.
Disso nós, servos de Deus, e seguidores de Jesus Cristo sabemos. A CCB é sim um caminho verdadeiro na qual Deus me revelou está bendita graça. Peço ao irmão a comunhão com Deus, e que oremos por estes que a jugam como seita. A obra de Deus sempre foi perseguida aqui na Terra! Deus abençoe ao irmão, todos vós e vossas famílias!

Sam Ferreira quero que tu me digas uma doutrina praticada na CCB que é anti-bíblica como tu dizes aí?

Capitao vai ver o moço nem sabe as doutrina da igreja e ainda fala qui ela e seita kk

Ola Povo de Deus.

Os comentários sobre religiões cristãs serem seitas, não é algo muito difícil de entender. Basta dizer que uma igreja dita cristã que não procura trazer aos membros a mensagem da cruz, ela não é cristã. Não é muito difícil entender que uma religião que vive somente de aparência, não é uma igreja legitima. Quando uma igreja coloca exclusividade como a CCB por exemplo, se você não está filiada a ela não tem a salvação, torna se sim uma seita, pois o caminho é Jesus e não uma denominação evangélica. A CCB quando apregoa que as mulheres tem que usar véu para serem ouvidas por Deus, usando versículos da Bíblia, não é mais a graça, e sim as nossas obras é que estão em evidência. E tantos outros ensinos nada biblicos, colocando as outras igrejas como algo "quase no caminho". Quando você vê a pregação da Universal na tv, em que glorifica a Deus, nada. Nem o nome de Jesus é mencionado nos testemunhos. Além do que exaltam o dinheiro e as coisas deste mundo caído e não a mensagem da cruz.

A paz de Deus a todos os meus irmãos em Jesus Cristo!
Eu nasci de uma família católica e assistia missas com a minha tia. Um dia li a bíblia e vi que ali não era meu lugar. Foi aí então que decidi virar evangélico e ia nos cultos de uma igreja que não irei citar aqui. Fiquei meses lá e vi que tinham coisas que desagradavam a Deus e sai de lá também.
Certo dia um tio meu me chamou pra ir na CCB. Fui congregando e ouvindo a Palavra de Deus! E vi que lá era um lugar mais culto e tinha ordem e DESCENCIA! !!
Enquanto eu fui na outra denominação evangélica que não irei citar o nome dela aqui. via coisas erradas lá: Grupo de jovens lá só queria saber de jogos eletrônicos e sinuca, pastorzinho recebendo salário pra pregar, jogos de luz e danças na própria Igreja, culto lá parecia rock in roll, e muitas outras coisas que decepcionam a Deus.
Hoje dou graças a Deus que sai desse mundo evangélico e virei CRISTÃO!
Frequento os cultos na CCB até hj, lá tem Palavra, ordem e descencia! E Deus nos prometeu que se nós formos firmes e fieis, herdaremos a coroa da vida eterna!
Sou grato a Deus por mim revelar o verdadeiro caminho.

Amigo Marcos, o uso do véu é sim um ponto de doutrina bíblico. Esse foi dado por Paulo a igreja primitiva. É só você ler o capítulo 11 de primeiro de corintios e saberá.

amem irmao, continue sempre congregando e firme e fiel que o Senhor vai te abencoar grandimente. Irmao José

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites