27/06/11

Salmo 4 - A Angústia do Cristão e as Escrituras


"Achei o artigo bem relevante para nossos dias, principalmente quando vemos uma apostasia assustadora do Cristianismo Brasileiro. Que o Senhor possa estar alertando os cristãos de nossos dias" Marcos Lopez

Ultimamente, algumas notícias têm me abalado. Não me refiro a catástrofes naturais, a crimes terríveis reportados nos jornais ou ao rumo das eleições do nosso país. Estou chocado com os rumos da igreja. Digo “igreja” de um modo genérico, pois muito do que se apresenta com tal nome nenhuma semelhança guarda com a igreja de Cristo descrita nas Escrituras. São, em vez disso, covis de malandros que, com linguagem marcada por termos extraídos da Bíblia e com promessas de fazer inveja aos políticos mais mentirosos, enganam pessoas desesperadas em busca de soluções para o seu dia a dia, sem buscarem soluções para o pecado que as separa de Deus.

Fora a tristeza de ver ladrões fazerem comércio das pessoas enquanto se dizem servos de Deus, cumprindo, assim, o que foi predito por Pedro (2Pe 2.1-3), os afazeres cotidianos que se acumulam uns sobre os outros e a falta de efeito de diversos investimentos também têm me cansado e me angustiado. Coisas de tirar o sono.

Nesses momentos, eu me lembro do Salmo 4. Nele, Davi se dirige ao Senhor chamando-o de “Deus da minha justiça” e lhe diz: “Na angústia, me tens aliviado; tem misericórdia de mim e ouve a minha oração” (v.1). Sabendo que o contexto do salmo nos leva a Davi em um momento de tristeza, preocupação e angústia, há três verdades nesse texto que sempre me alentam.

A primeira delas é que o Senhor trata os seus servos de modo especial (v.3). O texto diz que Deus “distingue para si o piedoso” (ARA) ou que ele o “escolheu” (NVI). A palavra hebraica palah, na forma em que se encontra, significa “separar” ou “tratar com preferência”. Assim, apesar de o mundo ser até mesmo inóspito para os cristãos, o Senhor nos trata da maneira característica que os pais tratam seus filhos.

A segunda é que o Senhor é o alvo da nossa confiança (vv.4-6). Nesses versículos, Davi diz que o servo de Deus não deve agir mal quando recebe o mal; antes, deve refrear seus impulsos devido ao louvor que rende ao seu Deus. Diante de uma instrução tão contrária aos impulsos humanos, ele imagina alguém se lamentando e perguntando quem, então, poderia estabelecer a justiça onde ela foi corrompida. A resposta vem na forma de uma oração em que o rei clama: “Senhor, levanta sobre nós a luz do teu rosto”. É um pedido munido de esperança na fidelidade, no poder e na capacidade de Deus de, um dia, trazer à luz a justiça que agora nos parece natimorta.

A terceira verdade é que o Senhor dá a alegria verdadeira (v.7). Davi relata, aqui, seu próprio relacionamento com Deus e sua experiência pessoal, lembrando ser ele alguém que passou por inúmeras tristezas e injustiças. Ele compara a alegria que o Senhor lhe deu à alegria dos homens quando o Senhor “lhes dá fartura de cereal e de vinho”. Uma tradução literal é: “Deste-me alegria mais do que o trigo e o vinho deles ao se multiplicar”. Em resumo, a alegria gerada pela prosperidade financeira não era superior à que Deus produzia em Davi ao se relacionar com ele.

O resultado da contemplação dessas verdades pelo salmista produzia nele o mesmo que produz em mim: paz e segurança. Isso é revelado no v.8, quando Davi diz: “Em paz me deito e logo pego no sono, porque, Senhor, só tu me fazes repousar seguro”. A insônia do rei – e a minha – são curadas ao lembrar do tratamento que recebemos do nosso Pai celestial e do relacionamento que nutrimos com ele por meio do Senhor Jesus Cristo.

Que tais verdades alentem e produzam esperança em cada um de nós, servos de Deus, e que, nas nossas horas de meditação noturna... zzzzzzzzzzzz...

Pr. Thomas Tronco

19/06/11

LANNA HOLDER E A SUA NOVA SEITA EVANGÉLICA


Nos últimos anos da década de noventa, o nome Lanna Holder, era bem conhecido entre os crentes pentecostais brasileiros. Holder era uma conhecida pregadora da Palavra de Deus, e constantemente testemunhava sua libertação de uma vida homossexual. No ano de 2003 as noticias que chegavam da America eram estonteantes, surgira um novo escândalo no meio evangélico – Lanna Holder ao ser convidada para pregar na igreja brasileira – World Revival Church Assembly of God, se envolvera com a líder de louvor deste movimento. No mesmo ano esta igreja lançava o livro - O Triunfo Eterno da Igreja. O então presidente do movimento, pastor Ouriel de Jesus, um brasileiro, encerra a obra afirmando:

As revelações contidas neste livro foram lidas e traduzidas do livro selado pelo profeta Daniel, das palavras inefáveis que o apostolo Paulo ouviu no Paraíso e do livrinho comido pelo apóstolo João. É importante notar que, em momento algum, o grupo de oração, para receber essas revelações, fez contato pessoal com o profeta Daniel ou com os apóstolos Paulo e João. Outrossim, o grupo de oração foi levado por Deus em arrebatamentos de sentidos à Sala das Escrituras e Deus lhes conferiu o privilégio de ler e traduzir essas revelações, as quais foram reservadas para o tempo do fim e que ora são compartilhadas na presente obra. Qualquer pessoa que pedir a Deus com sinceridade e temor poderá alcançar o privilégio de conhecer a Sala das Escrituras. Várias pessoas da Igreja em Boston e de outros lugares têm visto essa sala através de arrebatamentos. Cremos que milhares de pessoas a verão antes do Arrebatamento. ( grifo nosso)

Estas declarações e outras contidas no livro - O Triunfo Eterno da Igreja- lembram citações do livro de Mórmon, principalmente no livro de Moroni, capitulo 10, versos 4 e 5: “E, quando receberdes estas coisas, eu vos exorto a perguntardes a Deus, o Pai Eterno, em nome de Cristo, se estas coisas não são verdadeiras; e, se perguntardes com um coração sincero e com real intenção, tendo fé em Cristo, êle vos manifestará sua verdade disso pelo poder do Espírito Santo. E pelo poder do Espírito Santo podeis saber a verdade de todas as coisas” O livro de revelações do “pastor” Ouriel é na verdade um compêndio de heresias e obra de homens, entretanto, foi realizado um grande culto em celebração por “Deus ter concedido ainda revelações aos mortais”, dizia o movimento. No ano de 2001 quando visitei a America, tive a oportunidade de participar dos cultos desta igreja para pesquisar. Tenho gravações em vídeo dos cultos realizados deste movimento e pude constatar naquela época inúmeros desvios da Palavra de Deus e muitos modismos perniciosos que existiam naquela igreja, como por exemplo, a “Dança do Anjo”. Alertei na época alguns brasileiros que eram evangélicos de que aquela igreja era apostata, entretanto, não fui ouvido, ao contrário, fui ridicularizado por alguns. Não deixaram eu comentar sobre os desvios do movimento e não permitiram que eu ministrasse sobre apologética, em nenhuma igreja do movimento e até mesmo fora dele. Quando voltei ao Brasil, não passaram muitos anos e o movimento se desintegrou quase que por completo, devido inúmeras dividas não pagas e divisões no movimento. Hoje a sede da - World Revival Church Assembly of God- pertence à Igreja da Graça do missionario R.R.Soares, um triste fim para os crentes brasileiros que residem em Boston – EUA.

A apostasia foi tão grande que o juízo de Deus bateu as portas da Assembléia de Deus do Avivamento Final, e o pastor Ouriel perdeu o seu templo sede e centenas de evangélicos brasileiros abandonaram o movimento e o patrimônio da igreja foi pelos ares. Tenho nos arquivos da Sociedade dos Pensadores Cristãos um vídeo do lançamento do livro - O Triunfo Eterno da Igreja - onde inúmeros obreiros deste movimento ao receberem em suas mãos o referido livro caem, e ao agirem assim procuravam demonstrar que havia algo “divino” naquela obra. Dentre as pessoas que caem ao receber o livro está o pastor Geziel Nunes Gomes, um conhecido pregador das Assembléias de Deus, sendo que nos 80 era muito conhecido em todo o território brasileiro. Era um pregador muito conhecido pela sua eloqüência e conhecimento bíblico entre os pentecostais, entretanto, já naquela época havia desvios doutrinários em suas práticas. O livro – O Triunfo Eterno da Igreja - expõe na seção de agradecimentos o seu nome como um dos que trabalharam arduamente pela finalização deste livro. No final de tudo o movimento perdeu sua influência do passado e perdeu sua influência na América.
Foi neste movimento que Lanna Holder, selou o fim de seu ministério de seu casamento e de sua reputação. Após todo o escândalo causado, parecia que Lanna havia se arrependido de todo este episodio, conforme ela havia declarado na revista Eclesia nº 130. Passados alguns anos vemos ela ressurgir no cenário religioso novamente o nome Lanna Holder, entretanto desta vez, sua apostasia se estabeleceu. No dia 3 de junho de 2011 Lanna Holder e a pastora Rosaina Rocha fundam uma nova igreja - Comunidade Crista Cidade de Refúgio - na cidade de São Paulo. “Somos uma igreja que ama a todos e não exclui a ninguém, que anseia ser UM LUGAR AOS ESCOLHIDOS, pela convicção de que Deus não faz acepção de pessoas”, diz o site da igreja. Entretanto devemos observar que “Cidade de Refúgio” na Bíblia, era um lugar que eram levados os assassinos no Antigo Testamento.

Houve no coração de Lanna Holder não um arrependimento sincero, mais sim uma grande apostasia e afastamento de Deus, através de seu relacionamento amoroso com outra mulher, ignorando passagens bíblicas que são claras de que a prática de homossexualismo é algo condenável por Deus (Levítico 18.22, 1Cor 6.9-10 e Rm 1.26-27; etc). Já na época que ela era convidada para inúmeros congressos entre os evangélicos, eu percebia seus desvios doutrinários em suas pregações. Após a noticia de seu escândalo eu particularmente acreditava que ela poderia se voltar para a Palavra de Deus para ser salva, entretanto agora com a formação de sua nova “igreja”, ela não tem mais nada a esconder, ou seja; que ela não era de fato uma ovelha entre nós, assim como alguns pregadores atuais não o são.

A Bíblia nos alerta que muitos que se dizem cristãos e líderes estariam entre a igreja do Senhor, sendo na verdade lobos devoradores (Mt. 7.15-20; Gal. 1.11; Ef 4.14; 2 Co. 2.17,4.1,2; 11.4; 1Tm. 6.3-5; 2 Tm. 2.18,3.13; Tt 1.11), entretanto, outros sairiam de nós e acabariam fundando seitas e revelando assim suas reais intenções, conforme: I Jo 2.18-19: “Filhinhos, esta é a ultima hora e, assim como vocês ouviram que o anticristo está vindo, já agora muitos anticristos têm surgido. Por isso sabemos que esta é a última hora. Eles saíram do nosso meio, mas na realidade não eram dos nossos, pois, se fossem dos nossos, teriam permanecido conosco; o fato de terem saído mostra que nenhum deles era dos nossos.”(NVI). A advertência de Deus alerta sua Igreja Verdadeira, basta somente ficarmos mais atentos para com os novos pregadores que surgem entre a Igreja Cristã – cuidado os lobos estão por aí!

Marcos Lopez – 7/06/11

13/06/11

IGREJA SEDUZIDA PELOS GALANTEIOS DO PAGANISMO ESOTÉRICO


No Antigo Testamento Javé o único Deus Verdadeiro instruiu Israel para que exterminasse com todos os cananeus, e este fato não seria falta de amor, pois afinal os cananeus tiveram séculos para se arrependerem, mas não o fizeram. O Deus de Israel sabia que a convivência com aqueles povos pagãos trariam mais cedo ou mais tarde uma contaminação religiosa tal, que Israel seria destruído. E foi o que aconteceu, Israel não obedeceu literalmente o mandamento de seu Deus, e foi no final de sua historia levado cativo pelos babilônios.

Esta historia se repete hoje com a Igreja de Cristo. Talvez você nem leia todo este folheto, pois acha que é a idéia de algum pastor por ai, e sendo assim não merece credito. Este fato me faz lembrar da introdução do “Comentário Judaico do Novo Testamento” p. 9 onde um pastor relata que ao receber este comentário de um pastor ele não deu muita importância - ”ele me pediu para olhar com carinho......No inicio, peguei-o por educação.....mas quando comecei a ver o conteúdo, não conseguia para de ler!”(grifo meu). Não é assim que agimos com muitas literaturas que chegam em nossas mãos? Não lemos e se lemos não refletimos se aquele documento tem valor Bíblico.

Recentemente estive em um culto de uma igreja pentecostal clássica e ao ministrar a Palavra de Deus, dizia que nunca devemos orar “determinando”, pois afinal não existe tal ensino no Novo Testamento. No momento da oração o pastor daquela igreja orou: “Senhor eu determino que estas pessoas recebam a cura, a vitoria, etc, etc”. Ou seja, o que eu disse naquela noite o pastor daquela igreja estava me refutando com sua oração, ou seja não acreditou em nada que falamos sobre esta verdade bíblica.

Da mesma forma que Israel se contaminou com as nações pagãs, a Igreja do Senhor Jesus também se contamina pelas teologias falsas e místicas do mundo neopentecostal atual. Por que pastores de igrejas históricas até a década de noventa nunca oravam: “Determinando, profetizando, exigindo seus direitos, assim como não acreditavam em ensinos místicos e esotéricos como “Há poder em suas palavras” e hoje em quase todo lugar se ouve esta mentira nos púlpitos?

De uma maneira bem rápida gostaria de expor ao amado irmão ou líder evangélico que orar “Determinando” é algo que não provém da Bíblia mas da soberba do coração humano. Não existe na Bíblia o verbo “determinar” ao se referir à oração. Um exemplo seria João 14.13 onde o verbo grego que é exposto ali é “aiteo” mas que a tradução para os neopentecostais seria “determinar”. O que o expositor não sabe é que o verbo “aiteo” não pode ser traduzido por “determinar”, mas sim “pedir, rogar, suplicar”.

A palavra “determinar” é desconhecida pelos autores do Novo testamento ao se referirem às orações, sendo que a palavra “determinar” no grego seria “ parallego”, palavra menosprezada pelos autores do Novo Testamento quando o assunto é “oração”. Se você que se diz cristão diz ter a Bíblia como regra de fé e prática, mas vai continuar “Determinando”, com todo respeito, você mente! Outro modismo pagão que surgiu no mundo neopentecostal é o uso indevido da palavra “Profetize”. Não existe sustentação para o uso deste verbo nos púlpitos a todo momento, pois não vemos tal pratica na Igreja Primitiva, nem em todo o Novo Testamento e nem os protestantes da reforma, fizeram uso indevido deste verbo. Este modismo surgiu entre os falsos mestres da America que se intitulam “profetas” para os dias de hoje (Lc 16.16; 2 Pd 1.21; Hb 1.1). Não adianta usar textos como Ef 4.11 e textos do livro de Atos, primeiramente porque Atos não é um livro doutrinário e Ef. 4.11, não tem apoio em outras passagens no NT para cargos ministeriais de “profetas” e apóstolos. Pode ficar sossegado que não inclue você, somente pastores e evangelistas, vemos outras passagens apoiando estes cargos. Acontece que a pessoa só deve “profetizar” se tem o dom de profecia (1 Cor. 12), mas .....se você que se diz evangélico e diz ter a Bíblia como regra de fé e prática, mas declara que vai continuar “profetizando”, com todo o respeito, não há como acreditar que tenha a Bíblia como regra de fé, você mente!

Se você também acredita no ensino pagão esotérico de “Há poder em suas palavras” deve refletir que este ensino veio das trevas e não da Bíblia. A revista Veja de 4/04/07 diz que a auto-ajuda e o Segredo, gostam muito do poder das palavras e da mente. Procure as paginas da Net – “poder das palavras” e Xamanismo que é feitiçaria americana e descubra se este ensino vem ou não das trevas? Os versículos que tentam sustentar este ensino como Pv 18.21, não passam no teste. A idéia do poder da língua na Bíblia, são somente os efeitos devastadores que você pode causar em uma pessoa quando a magoa ou a entristece ( Pv 13.3,18.7; Tg 3.1-12), ou seja os efeitos da palavra, nada mais. Então... se você que se diz cristão e verdadeiramente tem a Bíblia como regra de fé e prática, e acredita neste ensino, sinto muito mas você não é cristão que segue verdadeiramente a Bíblia, você mente!

Nos últimos quinze anos a Igreja foi contaminada pelos ensinos “cananeus”, e sabe o que vai acontecer?????? Deus irá destruir as igrejas apostatas que só pregam prosperidade e estes ensinos anti-Bíblicos. E não tem a Bíblia como regra de fé. Cuidado, poucos sobrarão, o resto será levado para o cativeiro do Anticristo com todo seu materialismo, Jesus te ama (1 Cor.15.19; Mt 22.14; 24.11,12,14; 2 Pd 3.16-18).

Por Marcos Lopez sociedadepensadores@hotmail.com
Assista no youtube – “Igrejas em Perigo”



Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites